Buscar
  • Felipe Zardin

Marketing Digital - O Pós Pandemia e a interação de conteúdo

As pessoas tomam decisões de uma maneira confusa — e essa confusão está ficando cada vez maior. Ainda assim, há maneiras de entender o comportamento do grupo digital da nossa marca e como eles interagem com o nosso conteúdo.


Bem-vindo a mais um post do nosso blog. Todo mundo está debatendo sobre como a COVID-19 transformou o mundo que conhecíamos. Os hábitos das pessoas já são outros, assim como a economia e a maneira de fazer negócios. A pandemia parece ter criado um novo terrítório. E é sobre esse território que negócios serão reconstruídos e novos modelos de negócio surgirão. E o seu modelo de negócios está acompanhando essas transformações?

Os resultados que você quer, passam pelas mudanças que a sua organização precisa!" - Ciro Copello

Neste texto eu trago o resumo de pesquisas realizadas nos últimos meses por profissionais da Google além de insights para a sua marca.

Um estudo realizado pela Google concluiu que: - Enquanto crescia, a internet deixou de ser uma ferramenta para comparar preços e se tornou uma ferramenta para comparar… qualquer coisa. Isso ficou evidente ao longo dos anos, com as mudanças do comportamento de compra nas buscas do Google. Basta ver a evolução dos termos “barato” e “melhor”.


E como a COVID-19 acelerou pesquisas e compras online em todo o mundo, é mais importante do que nunca que as marcas procurem entender o sentido dessa jornada. Por outro lado, o “salto para o futuro” também foi acompanhado por índices preocupantes de desemprego, renda e o aumento da desigualdade devido à crise econômica causada pela pandemia.


As pessoas passaram a estudar e a trabalhar a distância, com ajuda de ferramentas como o Zoom e o Google Meet; o fechamento de lojas físicas levou a um aumento no número de compradores digitais — já na primeira quinzena da quarentena, 32% de quem estava realizando uma compra online fazia isso pela primeira vez (Google,2020).



E é nesse meio confuso que as pessoas procuram informações sobre produtos e marcas de uma categoria, e depois pesam todas as opções. Isso equivale a duas formas de pensar operando nesse meio confuso: a exploração, que é uma atividade expansiva, e a avaliação, uma atividade redutiva.


3 comportamentos na retomada do consumo

Neste momento em que começamos a vislumbrar uma vida pós-COVID, com o relaxamento do isolamento social e uma tentativa de retorno à normalidade, vemos também uma retomada do consumo. São 3 os comportamentos característicos de consumo depois de momentos pós-traumáticos: subsistência, celebração e reflexão.


Alistair Rennie e Jonny Protheroe trabalham na equipe de insights de consumo do Google, e para esses pesquisadores existem 6 vies que influenciam a decisão de compra. " Esses vieses formam a base do nosso experimento de compra em grande escala, feito com compradores da vida real que simularam 310 mil cenários de compra em categorias como serviços financeiros, bens de consumo embalados, varejo, viagens e serviços."


A pesquisa mostra que, quando aplicados de maneira inteligente e responsável, os princípios da ciência comportamental — e as necessidades comportamentais e informacionais com que eles se alinham — são ferramentas poderosas para ganhar e manter a preferência dos consumidores nesse meio confuso.


Se o padrão do consumo tem seguido essa regra, o que podemos esperar do consumo das pessoas depois que a pandemia passar de fato? A pesquisa MindMiners realizada pela GOOGLE aponta que as pessoas estão ansiosas para voltar à vida normal, mesmo que a curva de casos de COVID-19 no Brasil não esteja caindo. O percentual de pessoas que diz estar em quarentena total, sem sair de casa, caiu de 30% no primeiro mês para 23% em junho.


O impacto do coronavírus na vida profissional também chama a atenção: enquanto 56% dos respondentes dizem ter tido uma queda na renda durante a pandemia, o número de pessoas que perdeu o emprego subiu de 17% para 23% desde o primeiro mês da pesquisa. No mesmo período, o percentual que se sente improdutivo trabalhando de casa praticamente dobrou: de 14% para 27%.

Como o marketing digital pode funcionar no chamado “meio confuso”

E nesse contexto de pandemia, como as pessoas estão percebendo as ações das marcas? Sete em cada 10 acham que as marcas estão atuando de maneira positiva durante a crise, e 72% delas estão mais dispostas a comprar das marcas que se posicionam e agem no combate ao coronavírus.

No entanto, há dois pontos de atenção: apenas 43% das pessoas lembram das ações das marcas na pandemia. O segundo é que, quando perguntados sobre como as marcas podem atuar, os respondentes disseram que esperam doações e manutenção de empregos — ou seja, eles valorizam iniciativas mais estruturais. Por isso, na hora de agir, lembre-se: é fundamental a marca criar oportunidades sem ser oportunista.


Embora o meio confuso possa parecer complicado, é importante lembrar que, para os consumidores, esse meio do caminho apenas se parece com um processo normal de compra.

  1. Garanta uma presença de marca para que seu produto ou serviço esteja estrategicamente na mente dos consumidores quando eles estiverem explorando.

  2. Adote princípios das ciências comportamentais de maneira inteligente e responsável para tornar a sua proposta atraente aos consumidores que estiverem avaliando suas opções.

  3. Diminua o espaço entre o gatilho e a compra, para que os seus clientes, sejam eles fiéis ou potenciais, fiquem menos tempo expostos às marcas concorrentes.

  4. Forme equipes flexíveis e empoderadas que possam trabalhar integrando suas funções, evitando o tradicional isolamento do branding e da performance — algo que provavelmente vai deixar buracos nesse meio confuso.

Inspire-se

Somos especialistas na criação e gestão de WEB SITES E BLOGS e Gerenciamento de REDES SOCIAIS. Para acompanhar todas as novidades da Rabiscos, incluindo dicas para criar sites e posts interessantes, vá ao nosso site e explore as opções. Encontre inspiração para começar a criar seu conteúdo, e precisando de ajuda é só falar comigo. Boa sorte!

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo